Morando Sozinha nos EUA

Sunday, January 12, 2014



“Como você se mantém sozinha?”

Acho que essa é uma das perguntas que mais recebo (geralmente enviada por anônimos) mas as vezes por amigos ou alguém que queira conselhos. Com quase 2 anos que moro aqui, achei que estava na hora de compartilhar um pouco desse lado com vocês.

Bom, tudo é muito relativo. Vai depender de como e qual o seu objetivo aqui. Tentarei ser o mais simples e breve possível, mas esse é um tópico meio... Complicado. Digamos assim...

Newark é uma cidade localizada no estado de New Jersey.  Essa cidade, infelizmente (ou felizmente) é habitada por muitos e muitos imigrantes.
Pra ser 100% sincera, eu só conheci imigrantes aqui. (exceto meu namorado, e um ou outro Americano por ai) mas os outros foram todos Brasileiros, Hispanicos, Latinos, Portugueses, Asiaticos, Indianos, Arabes e por ai vai… Por um lado é bom, vc encontrará varios produtos e alimentos do seu país, irá poder comunicar facilmente com brasileiros e hispanicos. Mas por outro lado, a minha queixa é: Eu sai do Brasil pra vir pra outro Brasil nos EUA. Por isso eu amo ir pra NYC ou outros lugares mais americanizados, onde realmente me sinto fora do Brasil.

Mas sendo assim, com tantos imigrantes, é “fácil” arrumar empregos que pagam em dinheiro e não pedem seus documentos. (visto de trabalho, tax id, social security). Saiba que é ESSENCIAL - em caps lock porque é realmente importante - você saber falar inglês. De outra maneira ninguém vai te contratar. 

Quando cheguei, comecei a trabalhar com menos de 1 mês morando aqui. Em um restaurante… sorte que já sabia o básico de inglês, mas ainda ficava super nervosa ao falar… Os pagamentos são semanais, e eles te oferecem um valor por hora de trabalho. O mínimo seria $8/hr, porém, se vc não tem documentos para trabalhar, saiba que nem sempre irão te pagar isso. Já trabalhei por apenas $6/hr e não pude fazer nada, porque não tenho permissão para trabalhar.

Onde encontrar empregos aqui?

Não imagino como seja pra uma pessoa que não tem absolutamente ninguém aqui. No meu caso, o emprego no restaurante eu consegui porque meu pai me levou em alguns restaurantes da area e eu deixei meu telefone. Pra esse tipo de emprego é fácil, porque eles buscam meninas novas e que precisam trabalhar e vão aguentar “tudo”. Pra vcs terem ideia, eu trabalhava 12 horas por dia, 6 dias na semana. Tinha folga apenas na sexta-feira, sendo que as vezes eu precisava tanto de dinheiro que acabava trabalhando pra alguém. Putz, sofri muito e me cansei muito. Até que enfim desisti.

Não posso dizer que estou sozinha aqui. O Brent sempre esteve ao meu lado me apoiando e cuidando de mim. Seria absurdo falar que fiz tudo sozinha. Até porque quando sai do meu emprego no restaurante, foi ele quem me ajudou a continuar e não me afundar em depressão no inverno do ano passado.

Então, se vc vier pra cá, tenha alguém que vá olhar por voce. É extremamente difícil se virar 100% sozinha nesse país. Nada aqui é fácil e a vida passa tão rápido. Não existe fim de semana ou feriado, não existe 40 horas semanais de trabalho, e não existe o “jeitinho brasileiro” de resolver as coisas. Tudo tem que ser pago a vista, e a moradia é cara. Sem contar no fato de estar longe dos seus amigos e família.

Meus conselhos são: 
- Vem sozinha? Busque empregos no jornal. 
Sempre tem alguma coisa e não tenha medo de trabalhar. (eu tenho, e isso acaba comigo)
Primeiramente saiba que vc vai ter que se submeter a trabalhar em “subempregos” - como diriam no Brasil - que é faxineira, babá, empregada de bar/restaurante, passear com cachorros, etc… e se vc tiver sorte de encontrar um emprego mais tranquilo seria como de secretária ou atentende de loja… digo sorte porque geralmente esses lugares pedem documentos. 

- Conhece alguém? Ótimo! Peça ajuda sem medo pra essa pessoa. No meu caso, tinha uma amiga que trabalhava no restaurante, e ela me arrumou emprego em uma gráfica, e trabalhando nessa gráfica, uma outra me ofereceu trabalho.

- Divida apartamento com alguém de confiança ou alugue um quarto ou estúdio ou basement/attic. Se for alugar um quarto, por favor, que seja de alguém que vc confie! Lembre-se que é muito dificil conviver com pessoas debaixo do mesmo teto.

Geralmente estúdios, basements e attic são mais baratos.
- Estúdios são apenas um cômodo grande com banheiro. Alguns terão uma “cozinha” mas é raro. 
- Basements - Não consigo pensar numa tradução porque no Brasil não existe isso. Todas as casas aqui tem basement. Fica abaixo do primeiro piso, e é basicamente o porão das casas de apenas uma família. Já morei em um e é horrível porque 90% não tem janelas. Imaginem ficar presos em uma caixa? Pois é.
- Attic - É o sótão das casas. Geralmente são difíceis de morar porque vc terá que subir muiiiiitas escadas e faz muito calor no verão e muito frio no inverno, já que vc fica praticamente no teto da casa. Espero que eu esteja fazendo sentido pra vcs hahaha

Minha melhor opção é dividir apartamento com alguém. Assim vc vive confortável e por um preço “razoável”.  Das poucas coisas que são caras aqui, moradia é uma delas. Infelizmente!

* Busque por apartamentos/estudos/attic/basements em que tudo é incluído! (eletricidade, gás, água) Ajuda bastante no final!  O basement que eu morava era com tudo incluído, até internet e tv a cabo *

Ok então vc já tem emprego, moradia e agora?

Guarde as duas primeiras semanas de pagamento para o aluguel.  
Depois faça anotações com todos os seus gastos.
- Utilidades
- Alimentação
- Transporte / Aqui em Newark o taxi custa um fixo de $6 e se vc for pra mais longe um pouco varia entre $10 ou mais… Considere e aprenda a andar de ônibus.
- Emergências/ Guarde sempre dinheiro para emergências, principalmente se vc está “sozinho” aqui.
- Lavar roupas / Sim, aqui vc precisa ir em “Laundry Places” para lavar suas roupas, não é caro, mas se vc como eu não está acostumada a sair de casa para lavar roupa, prepare-se. 

E o que sobrar use para sua diversão ou guarde :)

Eu procuro guardar dinheiro para pelo menos 2 meses de aluguel. Só assim fico sossegada, caso eu perca meu emprego. (pra falar a verdade eu nunca estou sossegada quando se trata de dinheiro aqui heh)

Meu conselho de verdade é: Venha como estudante, intercambista, fique em casa de “host families”, ou então como aupair, porque vc já irá trabalhar e não vai gastar nada com aluguel/comida/etc… 

Aproveite aqui, tudo é maravilhoso, mas as vezes chega num ponto em que nada é novidade e as coisas são difíceis, mas continue firme e lutando. Se morar aqui é seu sonho, então seja perseverante!
Mesmo que você venha como turista - como eu vim - a vida sempre pode mudar, você pode aplicar pra visto de estudante, ou se você conseguir trabalho num lugar onde a pessoa goste muito de você, a empresa pode entrar com um processo de visto de trabalho! Pesquise e acredite em si.

Clicando aqui  vc encontra um blog super interessante pra quem busca mais sobre a vida nos EUA, esta postagem é bem sincera pra quem realmente quer vir, vale a pena ler...
O blog inteiro é super informativo. (:


PS: LEMBRE-SE QUE ESSA FOI A >MINHA< EXPERIÊNCIA.  Cada pessoa é diferente, talvez a minha visão seja o oposto da sua, tenha mente aberta ao ler esse post :)

Espero que algo aqui tenha sido útil pra você.

Tem algo a mais para compartilhar ou alguma dica? 
Deixe nos comentários, adoraria encontrar mais pessoas com experiências ou que querem vir pra cá! 
Beijos e até logo!

14 comments:

  1. Victoria CamarattaJanuary 12, 2014 5:59 PM

    Muito bom esse post Mari! Vai ajudar muitos!

    ReplyDelete
  2. Marielen RomannaJanuary 12, 2014 6:13 PM

    Esse post me ajudou muito! Vou fazer desenvolvimento de games aqui no Brasil e estou querendo ir para os USA pois aí o mercado de trabalho é beeeeeeeeem mais valorizado. O post foi muito útil! ♥


    http://www.voamari.com/

    ReplyDelete
  3. Adorei o post, Mari! Como eu tenho vontade de ir morar fora, qualquer informação do tipo eu me interesso bastante. Foi um post muito útil. Mas só gostaria de dizer algo: acho que no final você considerou apenas pessoas que querem viver ilegalmente no país, eu sei que conseguir um visto de trabalho ai não deve ser tão fácil, o de moradia então, nem se fale. Creio que a pessoa estando ai na maioria dos casos que você falou ela pode tentar mudar o caminho dela, ou o visto, e conseguir um visto de estudo, ou trabalho (fazendo as respectivas coisas), e quem sabe no futuro (seja por esses meios, ou casamento, ou enfim) conseguir o de moradia fixa, eu, claro, não tenho um mega conhecimento para dizer isso, você provavelmente tem mais que eu, pois ta ai, tanto que se fosse fácil você mesma estaria com um visto de trabalho ou coisa do tipo. Mas só falando. De qualquer forma, entendi que no final foi mais um desabafo seu do que outra coisa.


    Novamente, adorei o post! Obrigada por ele.
    Beijo

    ReplyDelete
  4. Ótimas dicas, Mari! Eu sempre quis saber um pouco sobre como é a vida ai, então adorei o post haha

    ReplyDelete
  5. Que bom que foi util pra vc Mari. Boa sorte com isso (:

    ReplyDelete
  6. Sim entendi, por isso mesmo que falei que tenho os meus planos... Cada um decide o que quer da vida (: Só falo que é muito dificil aguentar sozinha pela distancia e diferenca cultural...


    =) que bom q gostou

    ReplyDelete
  7. Ah fico feliz Nat :) em breve farei mais posts do tipo!!

    ReplyDelete
  8. Mari,amei esse post e sua sinceridade sobre morar nos EUA!Geralmente a gente tem a impressão que é um sonho,que tudo é maravilhoso e tal,então foi bom saber das dificuldades que a pessoa enfrenta e como é difícil ficar longe da família (sei disso por experiência própria).Então,parabéns por ser forte e continuar aí,tentando conquistar seus sonhos e ser feliz!Beijos

    ReplyDelete
  9. Ai Nathy, fiquei TÃO feliz com seu comentário porque vc realmente entendeu o que eu quis passar com esse post. Muita gente vem falar comigo que morar nos EUA é um sonho! Realmente, morar aqui é muito bom. Mas nem tudo são flores e as pessoas precisam entender isso. Muito obrigada, de verdade. <3 vc é uma querida

    ReplyDelete
  10. Aw Mari,fico feliz que tenha gostado do comentário :).De nada!Você merece os elogios <3 bjs

    ReplyDelete
  11. Acompanho o blog a algum tempo e sempre me pergunto "como será que ela foi prar lá, por que será que ela esta lá assim 'sozinha'? O que será que ela faz lá?" hahahah Gostei muito do texto e é muito legal conhecer a visão de alguém que mora, trabalha e passa por dificuldades tbm ai nos EUA, por que aqui no Brasil todo mundo parece achar que ai é perfeito e viver ai não tem dificuldades, mas as coisas não são bem assim né. Parabéns pela coragem de ter se virado tanto sozinha ou com pouca ajuda, você ja conquistou muita independencia passando por essas experiências! :*

    http://www.lovetriangle.com.br

    ReplyDelete
  12. Hahah a maioria é assim, mas muitos vem me perguntar como vim pra ca etc...
    Fico feliz que tenha gostado, realmente aqui é otimo e eu nao voltaria pro Brasil, mas viver ilegal é muito dificil e nao aconselho!
    Obrigada, realmente nao é facil... mas valeu muito porque como vc disse, conquistei minha independencia (: Beijos!

    ReplyDelete
  13. Acho que a pior coisa de se morar fora deve ser a convivência com as pessoas, tô certa Mari? hahaha eu "morei" aqui na espanha 2 meses ano passado e 2 meses esse ano, e é muito louco como as pessoas aqui são mais distantes uma das outras, não tem aquele calor brasileiro (literalmente) de se abraçar, ir um na casa do outro, dar beijo na amiga no meio da rua... acho que meu maior medo de vir morar aqui na europa é esse. Vou sentir falta demais de ser toda estérica com minhas amigas no meio da rua HAHAHA
    E sobre emprego, aqui tbm tem essa de aceitar os sub-empregos em caso de você não ter visto e principalmente ser estrangeiro. Tenho uma amiga que tem visto de estudante na Irlanda, e mesmo assim ela trabalha mas ilegal e as vezes 12 horas por dia! Ela tá ficando rica lá, mas ao mesmo tempo envelhecendo uns 10 anos de tanto trabalhar hahahaha
    Super utilidade pública esse post!
    Beijossss e boa sorte em todos os seus planos esse ano <3

    ReplyDelete

Muito obrigada por deixar seu comentário!

Thank you so much for your comment!